O que é e para que serve um Plano de Marketing

A função do marketing é, de acordo com o pai da administração Peter
Drucker, “tornar supérfluo o esforço da venda”; ou seja, entender o mercado e,
consequentemente, perceber quais são as necessidades e desejos dos
consumidores e como saná-los para, então, fazer com que o produto oferecido seja
adequado aos clientes. Dessa forma, o Plano de Marketing visa exemplificar
estratégias de marketing adequadas para a empresa e que promovam a atração e
fidelização dos clientes.


O que é um Plano de marketing:


O plano de marketing é um planejamento das ações de marketing de um
negócio e portanto uma importante ferramenta de gestão a qual ampara
empreendedores a criar um planejamento estratégico de atuação no mercado,
podendo ser realizado por quem pensa em abrir uma empresa ou já é dono de um
empreendimento. Esses planos variam de acordo com o conteúdo e metodologia
empregados, pois empresas com estilos diferentes elaboram planos com formatos
diferentes, dependendo também do mercado em que o negócio atua.

O plano de marketing beneficia a empresa por ajudar os seus gestores e
funcionários a estabelecer prioridades, como investir seus recursos para que todos
estejam alinhados com o objetivo da empresa.
Além disso, o objetivo do Plano de marketing é orientar gestores e potenciais
empresários a planejar ações de como atuar no mercado, possibilitando aumento
das vendas, captação de clientes, desenvolvimento de estratégias de comunicação,
entre outros posicionamentos de mercado.

Sendo assim, o plano de marketing é uma ferramenta de gestão que deve ser usada
regularmente e atualizada, já que ajuda empreendedores a se adaptar às
constantes mudanças do mercado, identificar tendências e, com isso, criar
vantagens competitivas em relação aos concorrentes.

Como fazer o Plano de Marketing:


O Plano de marketing é basicamente dividido em três partes: Planejamento,
Implementação e Avaliação.
O planejamento é voltado para a definição das metas e objetivos do
negócio. Depois de uma análise de ambiente, na qual todas as informações a
respeito da empresa são revisadas, com base na matriz F.O.F.A. (ou SWOT), são
estabelecidos público-alvo, posicionamento de mercado, objetivos e metas, marca e
estratégias de marketing.

Analisar os pontos fortes e fracos da empresa e fazer uma comparação de cada um
deles com a concorrência, destacando os benefícios que o diferenciam no mercado.
Identificar as ameaças e oportunidades que a empresa possa ter em relação ao
mercado e a concorrência. Fazer o cálculo de quanto de capital é possível investir
nas ações de comunicação e marketing.
Construir a persona (perfil do consumidor). Não basta saber somente idade e
gênero do público-alvo. É preciso entender como o cliente, pensa, seus sonhos,
desejos, seus hábitos de consumo e sua personalidade, para traçar as melhores
estratégias.

Tão importante quanto conhecer o público alvo é imprescindível o conhecimento da
concorrência. Pesquisar quem são os concorrentes diretos e indiretos entre outras
informações possíveis, como a forma de atuação, localização, atendimento, que
soluções estão oferecendo e que valor estão entregando, fazer uma comparação
com o seu negócio e ver o que precisa ser melhorado.
Definir as metas e os objetivos do seu negócio (de forma realista, viável e
alcançável), possibilitando uma escolha mais assertiva das ações e estratégias mais
adequadas.


A segunda etapa para a elaboração de um plano de marketing é a
implementação, esta é a etapa na qual se executam as estratégias de marketing
que foram definidas no planejamento e que devem garantir a realização dos
objetivos e das metas da empresa. O plano de ação é desenvolvido com base na
especificação das atividades que serão desempenhadas, no seu prazo de
execução, as mídias mais adequadas para o seu negócio, os métodos utilizados
para realizar a implementação do seu plano dentro do seu mercado de atuação,
quem as realizará e quanto custará. Assim, é possível se comunicar com o público
que tem de fato afinidade com a sua proposta, aumentando sua margem de
sucesso.

Por fim, Após determinar o período de cada ação, é imprescindível monitorar
todos os resultados, assim, a terceira etapa para a elaboração de um plano de
marketing é a avaliação, esta se baseia no monitoramento da atividade do plano.

Além disso, é aqui que os resultados obtidos serão estudados permitindo fazer as
adequações ou atualizações, caso seja necessário, descobrindo quais campanhas
de divulgação, produtos, métodos e redes sociais apresentaram melhores
resultados, além de medir a efetividade do plano.
Dessa forma, é possível otimizar as futuras estratégias a fim de buscar sempre por
um crescimento previsível e escalável.
Portanto, é possível concluir que todas as etapas do plano de marketing são
imprescindíveis e devem ser realizadas com muita dedicação, já que na atualidade

um bom marketing tem grande influência no sucesso do seu negócio, pois por meio
desse plano será possível conhecer profundamente informações importantes sobre
a empresa. E assim, formular estratégias inteligentes e criativas dentro da realidade
em que essa está situada e atender de forma competitiva o respectivo segmento de
mercado. Se interessou em realizar um Plano de Marketing para a sua empresa?
Converse com um de nossos consultores e marque uma reunião de diagnóstico
gratuitamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *