As 3 principais causas de uma gestão financeira ineficiente (e como resolvê-las)

Para o bom funcionamento de toda empresa, é necessária uma gestão financeira adequada, sendo ela determinante para o sucesso dos negócios. Mas, primeiramente, o que é gestão financeira? Gestão financeira é o conjunto de ações e processos administrativos que envolvem o planejamento, a análise e o desenvolvimento das atividades financeiras da empresa. A falta de maturidade nessa gestão é um dos principais motivos pelos quais as empresas encerram suas atividades em seus primeiros anos de existência. Diante disso, destacamos 3 causas expressivas dessa incapacidade de administrar as finanças:

  1. Misturar finanças da empresa com as pessoais;
  2. Não otimizar processos internos;
  3. Falta de planejamento financeiro.

A não diferenciação entre as finanças pessoais dos proprietários e as exclusivas da empresa é uma situação que ocorre comumente. Esse fator, no entanto, é extremamente prejudicial à administração empresarial. Isso porque, dessa forma, torna-se mais difícil saber sobre o desempenho da empresa e a necessidade de atuação em aspectos específicos de sua gestão. Se faz relevante ter contas e balanços contábeis separados porque, assim, pode-se obter informações estratégicas para a tomada de decisões na empresa.
Para o desenvolvimento do negócio, é importante ter registrados corretamente os demonstrativos contábeis. Seu histórico será um bom aliado para entender a situação da empresa e planejar a longo prazo, para que a empresa cresça e continue prosperando. Com essas informações, será possível, ainda, adotar uma postura preventiva, e não reativa, agindo de forma embasada e racional e tendo mais segurança. Esse tipo de conduta pode ser destacada como um diferencial em cenários de instabilidade econômica, mas é uma medida que deve ser utilizada sempre.Nesse sentido, cabe atentar-se ao fluxo de caixa, a situação de saída e entrada do capital de giro. Os recebimentos e pagamentos no curto prazo devem ser registrados para o controle dessas movimentações. Sabendo se o dinheiro em caixa será suficiente ou não, evita-se entrar no negativo, não ter recursos para as contas imediatas. No que tange aos processos internos, deve-se evitar as atividades complexas desnecessárias. Para o controle financeiro e contábil, o empresário pode contar com softwares desenvolvidos para essa área, os quais reúnem informações mais rapidamente e permitem reduzir a burocracia interna. Ao otimizar essas atividades, economiza-se tempo e facilita-se a gestão eficiente do negócio.
Para uma melhor gestão financeira, a ECONOMICA oferece consultoria personalizada para sua empresa. Dada a importância da gestão financeira, entre em contato e agende uma reunião gratuita para saber como aprimorar seu negócio e obter resultados e desempenho ainda melhores.