“O brasileiro é um homem cordial”. Enquanto essa famosa afirmação do historiador Sérgio Buarque de Holanda é muito utilizada por acadêmicos para explicar o caráter menos racional e mais impulsivo da formação econômica brasileira, seu paralelo com o empreendedorismo e o mundo dos negócios é bastante vivo ainda hoje.
A história do pequeno empreendedor, que muitas vezes aposta recursos de uma vida para abrir seu negócio, é muito comum. Menos frequentes, no entanto, são os casos em que esse investimento prospera conforme o esperado. Segundo dados do IBGE, a expectativa de vida de empresas criadas a partir do zero em 2013 – antes do cenários de crise econômica no qual estamos desde 2014 – era, em média, de apenas 4 anos. Mas afinal, qual a razão dessa taxa de sucesso tão baixa?
A resposta para essa pergunta pode envolver variáveis externas ao empreendedor, como o excesso de burocracia envolvida da abertura de um novo negócio, mas o principal problema, segundo especialistas, é a falta de planejamento na idealização de novos empreendimentos, problema com o qual se relaciona a tese de Sérgio Buarque.
Não é difícil encontrarmos cases de pequenos empresários que idealizaram seus negócios a partir de pequenos insights, ou mesmo tinham sonhos de longas datas, mas na hora de executar se deparam com um mercado desconhecido, difícil de operar e gerenciar e com uma realidade ainda mais dura: não conheciam seus negócios.
Seja a forte concorrência, que é desconsiderada; o tipo de produto, muitas vezes considerado inovador ou necessário, quando não necessariamente é; a estrutura de custos, não fundamentada e mal estimada; os problemas com liquidez de caixa, que são desconsiderados; os problemas externos a empresa, que muitas vezes são responsáveis pela quebra delas; etc. Os problemas de planejamento que podem afetar empresários iniciantes são diversos. Mas afinal, como evitar esses problemas?
Um grande aliado de quem está começando agora no mundo dos negócios é o Plano de Negócios. Essa ferramenta permite não somente organizar e entender a estratégia do seu negócio com a clareza necessária para se pôr em um cenário realista, como também leva em consideração como ele se portará frente ao mercado. É com a elaboração de um bom e completo Plano de Negócios que se detectam as principais dores que possam vir a ser um problema e as características que permitam não só a assertiva implementação do empreendimento, como também perspectivas de crescimento futuro.
Seja qual for a sua ideia de empreendimento ou a dimensão que pretende ter, um Plano de Negócios feito de forma profissional é a chave para garantir a segurança do investimento, uma visão global e estratégica do que está sendo feito e um planejamento futuro consciente.


Está pensando em empreender e precisa de ajuda? Clique aqui e agende uma reunião com nossos consultores!